Fãs de Luto: Fim da Mel Com Terra deixa grande lacuna no forró romântico


Mel Com Terra (1)
Não foi bem aceita no mundo forrozeiro a notícia – de novo! – sobre o fim dos trabalhos da Mel com Terra. A repercussão tomou conta das redes sociais e os admiradores do verdadeiro forró antigo decretaram “luto” com o término de uma das melhores bandas que surgiu na década de 90.

O anúncio – que pegou de surpresa os fãs e seguidores da banda – foi feito através da vocalista Lucinha Owens, em sua página no facebook, ao comunicar a decisão em “concluir mais um ciclo na Mel Com Terra”.
lucinha1
“Em respeito e carinho a todos os fãs que acompanham o Forró Mel com Terra, venho comunicar que a banda mais uma vez chega ao fim. Uma História de 25 anos de sucesso. Agradeço o carinho dos fãs. Mais um ciclo fecha e um novo começa. A vida segue! Quem acompanha e conhece a minha história sabe que dediquei muitos anos ao Forró Mel Com Terra. Nele tive momentos inesquecíveis que irão me acompanhar . Mas sei que a vida, às vezes, sempre tem um recomeço e nunca tive medo de recomeçar. Obrigada! Sei que nos vereamos nos palcos da vida. Pois, a Lucinha Owens cantora segue em frente! “, escreveu.
Após postagem no facebook, os seguidores da cantora também comentaram fatos que marcaram a história de vida da banda e o fim de suas atividades – surpreendentemente – em 2015.
lucinha2
Após 25 anos – sem dúvidas – Mel Com Terra deixa uma grande lacuna no forró (pioneiro) romântico da década de 90. A Mel fez sua estreia no dia 19 de Março de 1992, em Fortaleza – CE. Foram mais de 20 anos de estradas percorridas por todo o Brasil.
“Eu não me conformo como uma banda com uma história feito Mel Com Terra perde espaço pra tanta porcaria que está tocando por aí a fora!”, comentou Thiago Carvalho, ex-sanfoneiro do Mastruz com Leite.
mel4
Para os apaixonados pelo forró estilo romântico, a exemplo da Mel Com Terra, as músicas, os shows e as canções ficarão guardadas nas mentes de quem sempre acompanhou a banda. O estilo original que surgiu em 1992 tem a marca registrada com uma musicalidade suave (original) em que – à época – não haviam tantos efeitos tecnológicos que se aplicam nas apresentações atuais.
mel1
O forró de outrora a cada letra interpretada transmitia palavras de amor, paixão, carinho, sedução e sentimentos. Repito o que havia comentado em posts anteriores: as músicas da década de 90 tinham letras, arranjos, melodia e não faziam apologia à baixaria, à bebida e à denigrir a imagem feminina.
Aos leitores: Ainda bem que nos restam os grandes sucessos – em Cds eternizados – nas vozes de Lucinha, Rômulo, Nazion Melo, Valdecir, Rita Meirelles, Nini Tigresa, Jaedson e tantos outros cantores (as) que passaram para deixar o Mel Com Terra marcada na vida de muitos forrozeiros.
Ficam meus pêsames pelo fim de uma trajetória marcada na história do forró nordestino.
mel2
Como diz a música “Seguindo a Estrada” do disco Diz Que Me Ama Porra: “A vida segue como um trem. Tem suas estações!”
Valeu, Mel Com Terra!
FONTE: Kleverson Levy DO FORRO DICUMFORÇA
Compartilhar no Google Plus
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial