Coluna Falando em Forró: Quando uma banda nova nos faz refletir sobre a mulher no forró atual ou “das antigas”

A banda tem título que parece com o das bandas de ostentação mas se vocês lerem o texto das imagens a seguir vão ver que é diferente. O que será que ele nos diz a mais? Eu acho até emocionante quando uma cantora tem que rogar ao mercado para poder mostrar voz. Flay Pink é cantora de forró romântico e teve passagens por alguns outros grupos e agora embarca em um novo projeto pra falar de amor. Cá pra nós, que mercado vergonhoso é esse onde as mulheres precisam implorar pra mostrar seu talento em meio a esse excesso de swing, cachaça e paredão? As poucas mulheres que tem espaço nas bandas em maior evidência são quase em sua totalidade repetidoras do discurso “bebo cachaça, pago minha faculdade ou sofra de amor que eu tô bebendo”. Acho triste e desapontador quando vejo tantas profissionais de trabalho lindo mudando o estilo para sustentar a família e não por acreditar nesse tipo de arte. Como fã, escritor forrozeiro e dono de veículo de notícias jamais vou abandonar as pessoas que querem mostrar seu talento de forma idônea e como acreditam! Não sei como estarão o primeiro CD dessas meninas mas um grito por liberdade musical e qualidade sonora vinda das nossas Forrozeiras jamais pode passar sem ser mostrado aqui no Portal Forró. O público merece saber que existe gente preocupada com isso e escolher pra seus ouvidos o que melhor agrada, que venham bandas novas e mil carreiras solo se for preciso mas que fique claro: Sim, mulher também tem força no forró e o público admira e curte isso!
   
  

FONTE: PORTAL FORRO
Compartilhar no Google Plus
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial