“É um recomeço para mim”, diz Herberte sobre nova fase na Caviar

herbete2
Longe dos palcos desde 2007, quando saiu do Mastruz com Leite, o cantor Herberte Lopes, agora na linha de frente da Caviar com Rapadura, afirmou em entrevista ao Forró Dicumforça que encarou o novo trabalho como um desafio. O cearense também falou como surgiu o convite para se tornar cantor na Caviar.
“As coisas foram acontecendo naturalmente. Entrei na Caviar no final de julho do ano passado, como backing vocal, para a gravação de um DVD. Nos shows, como o César Dantas cantava sozinho, às vezes, nós, os backings, dávamos uma canja pra ele poder dar uma pausa. Quando ele saiu, fui convidado pra compor a frente junto com a Jady e Elias. Fiquei feliz com o voto de confiança”, disse.
Irmão de uma das cantoras mais talentosas do meio forrozeiro, a Ana Amélia (Mastruz com Leite), com quem já dividiu o palco em sua passagem pela “banda mãe”, Herberte destacou a experiência que adquiriu ao cantar ao lado de nomes de peso como a Kátia Cilene, Bete Nascimento, a sua irmã e o cunhado, João Filho.
“Sem dúvida, foi uma grande escola pra mim. Apesar de ter sido uma rápida passagem, pude aproveitar pra aprender um pouco com os grandes que lá estavam. Foi maravilhoso fazer escola onde outros fizeram história”, disse.
mastruz
O cantor disse que está se readaptando a função. Segundo ele, após alguns anos afastado do forró, em seu retorno ficou exercendo apenas o trabalho de backing e brincou ao dizer que está estranhando cantar uma música inteira.
“É um recomeço, pois já estava parado há muito tempo e nos últimos anos trabalhei apenas como backing vocal. Estou me adaptando ainda…rsrs… É estranho me ouvir cantar uma música inteira depois de anos. Estou bem enferrujado, mas com o tempo me acostumo”, garantiu.
caviar2016
Sobre a nova fase na banda, Herberte prometeu se esforçar para honrar os 20 anos de história da Caviar e também agradeceu o apoio que vem recebendo dos fãs.

“Só posso prometer que vou me empenhar sempre em fazer um bom trabalho, respeitando a história e os fãs da banda. Num balanço geral, tem sido uma aceitação positiva e bem acolhedora. Fico feliz em ver comentários de fãs da Caviar, aqueles mais saudosistas, em algumas publicações nas redes sociais. Isso é motivador. Não sou isento de críticas, mas procuro encará-las de uma maneira positiva pro meu crescimento profissional, pois sei que não é fácil estar à frente de uma banda e, principalmente, quando por ela já passaram grandes vozes (ex: Berg Rabelo, Aduilio Mendes e tantos outros). Isso, com certeza, me deixa sujeito a cobranças e expectativas. Não sou um grande cantor, apenas alguém que está em constante aprendizado. Estou feliz com o carinho que venho recebendo do público. Isso é muito incentivador”, declara.
A banda lançou há poucos dias o seu novo CD Promocional, que agradou pelo fato de trazer releitura de vários sucessos que marcaram os 20 anos de estrada do grupo. O álbum traz clássicos como “My Mistake”, “Amanhecer No Sertão”, “Internauta do Amor”, “Don’t Go” e muitos outros que fizeram corações bater mais forte ao som dos arranjos da sanfona pesada da Caviar. Sobre outras novidades da banda, Herberte finalizou fazendo mistério, mas garantiu que vem muita coisa boa por aí.
“Posso adiantar que teremos muito forró antigo de qualidade e de cara nova”, concluiu.
Veja vídeo dos irmãos cantando
Compartilhar no Google Plus
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial