Eliza Clívia, novo CD e muito mais. Confira entrevista com Jailson Santos e Ramon Costa!

Jailson e Ramon estão de volta a Cavaleiros do Forró
Recentemente os fãs da Cavaleiros do Forró tiveram uma notícia que colocou um grande sorriso em seus rostos. Jailson Santos e Ramon Costa, dois cantores que marcaram época no grupo potiguar, estão de volta a banda após anos. Nós informamos aqui no Sua Música que em seus primeiros meses o novo projeto ainda contará com Peruano, que após este primeiro momento irá iniciar sua carreira solo.
Muitas novidades estão por vir, como um novo CD, que já está gravado e terá 20 músicas já conhecidas do público e da história da banda, mas que não foram trabalhadas. Um DVD também está nos planos e quem nos contou tudo foram os dois reestreantes, em uma entrevista exclusiva aqui para o Sua Música. Falamos sobre a volta, sobre a falta de Eliza Clívia neste momento, sobre o futuro e muito mais.

(Reprodução/Instagram @cavaleirosdoforro)

O CONVITE
Jailson
É uma honra muito grande. Quero agradecer a Padang, a Janine e a todos porque tive uma história enorme de dez anos. Eu não esperava isso. Eles já vinham em um projeto com o Peruano e resolveram mudar isso agora. De dezembro para cá eles me ligaram, conversaram comigo e chegamos a um acordo. Para mim é uma honra e uma responsabilidade enorme. Tenho que me esforçar ainda mais para fazer o trabalho. É um projeto que vai dar muito certo. A ansiedade está a mil por hora. Não só para mim, mas para todos os fãs que acompanham o meu trabalho. Já gravamos CD e estou só esperando a hora chegar para dar o máximo de mim. Tenho certeza que vai ser bom e que irei realizar muitas coisas em 2018. Os fãs também estão me apoiando e estou pronto para o que der e vier.
Ramon
O convite foi feito pelo próprio Alex Padang. A gente já havia se falado há um bom tempo sobre voltar para a banda e ele me fez uma proposta muito boa, além de ter sido a banda que me projetou. Agora é trabalhar e mostrar toda experiência que ganhei durante minha carreira solo. Só tenho a agradecer todos os fãs, amigos e a família Cavaleiros do Forró.
Eliza Clívia
Jailson
Eu vou falar uma frase que a própria nação forrozeira fala, que ela foi considerada e é a rainha do Forró. Hoje ela nos deixou, não está presente e eu, entrando na Cavaleiros, sei que vai ficar aquele vazio. Eu estive com ela por treze anos, fui casado, montei a história da Cavaleiros ao lado dela e os próprios fãs, nas minhas redes sociais, dizem que só está faltando ela. Tenho certeza que só está faltando uma pessoa e que os fãs com também irão sentir essa falta. Ela agora está com Deus, descansando e temos que seguir. A produção da Cavaleiros vai pensar em uma homenagem, que é totalmente merecida. Eu vejo como uma obrigação homenagear pessoas que já estiveram com a gente, como o Inácio e a Eliza.
Ramon
É muito difícil falar da nossa rainha Eliza Clívia. Não tem como não se emocionar. Foi uma tragédia que ninguém esperava, ela não merecia ter partido daquela forma, mas só Deus sabe explicar. Cantar sem ela será um momento difícil, principalmente as canções que cantávamos juntos, mas a gente vai tentar passar essa emoção de uma forma positiva para todos os fãs. Serão momentos para deixar muita gente emocionada. Com certeza a Eliza ficará nas nossas mentes, corações e estará presente nos shows com a gente.

Cavaleiros do Forró
Jailson
Eu comecei a batalhar em bandas a partir dos 14 anos, fui seresteiro, tecladista e passei por seis bandas pequenas, do interior da Paraíba. Um dia o Padang chegou em João Pessoa-PB e me convidou, bem quando a banda já estava no auge e eu nem pensei duas vezes. Só tenho a agradecer primeiramente a Deus e em segundo ao Padang pela oportunidade. Daí para frente foi só estouro. De 2003 até eu sair da empresa o Brasil conheceu o meu talento. Cavaleiros para mim sempre foi o meu carro chefe.
Ramon
Cavaleiros do Forró foi meu pontapé inicial. Eu cantava em barzinhos e de uma hora para outra recebi o convite de uma das maiores bandas de Forró do Brasil. E para mim ainda foi mais importante porque eu sou de Natal-RN, cidade de origem da banda. Além de representar minha família, também levo a responsabilidade de representar meu estado e minha cidade natal. Foi uma história muito legal na minha carreira em seis anos de banda e agora estou de volta.
Músicas marcantes
Jailson
Tenho duas e tenho certeza que vocês sabem. A primeira delas é a "Se réi pra lá", um hino dentro da Cavaleiros do Forró. Tive o privilégio de regravar em um DVD com milhares de fãs cantando com a gente. Também tive a honra de gravar "Cachaça, mulher e gaia".
Ramon
A música que marcou a Cavaleiros na minha voz foi "Minha rainha", cantada por mim e Eliza e é uma música que lembra o DVD de João Pessoa-PB. É uma das músicas fortes e quando fala em Ramon Costa, lembram de "Minha rainha". E a música que mais gosto de cantar é "Lobo solitário"

Importãncia dos fãs e Peruano
Sempre que eu encontrava os fãs que curtiam os Cavaleiros das antigas, eles comentavam e perguntavam porque eu não voltava para a Cavaleiros. Era um sonho de todos os fãs e agora deu certo. Vai ser muito bom estar de volta a minha primeira casa. É um presente da Cavaleiros e de nós, cantores, para os fãs.
Falar do Peruano é muito importante até porque ele passou por uma barra que foi continuar o projeto da Cavaleiros sozinho. Uma responsabilidade enorme. Parabenizo ele e virei fã. Ele tem uma voz marcante, forte e que emociona os fãs. Ele ainda tem muita coisa pela frente, é uma parceiro e só tenho que agradecer a ele por ele ter nos indicado para voltar.
FONTE: SUA MUSICA
Compartilhar no Google Plus
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial